Projetos Em Curso

logo ILGA
Em curso - UNI-FORM
O Uni-Form pretende uma aproximação das organizações LGBT às forças de segurança e estruturas de aplicação da lei para uma eficaz colaboração no combate aos crimes de ódio contra pessoas LGBT na Europa, através da criação de um formulário único de denúncia e de uma aplicação de telemóvel para maior facilidade e estímulo de vítimas à denúncia. 
 
O Uni-Form é financiado pela Comissão Europeia e coordenado pela ILGA Portugal em colaboração com outras nove organizações congéneres europeias de Espanha (FELGTB), Irlanda (GLEN), Reino Unido (Galop), Malta (MGRM), Bélgica (çavaria), Hungria (Hátter), Estónia (SA Eesti), Letónia (MOZAIKA) e Lituânia (LGL) e com um período de implementação de 2 anos. 

O UNI-FORM é um desafio para a Associação, em termos de gestão financeira e de gestão de entidades parceiras, mas é também um reconhecimento do trabalho da Associação no combate aos crimes de ódio contra pessoas LGBT;

Em curso - Avaliação do funcionamento e do impacto da lei nº7/2011 (lei de identidade de género)

 A ILGA Portugal, em parceria com o ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa e a LLH (associação LGBT norueguesa) está a desenvolver um projeto com vista a avaliar o funcionamento e o impacto da lei nº7/2011 (vulgarmente chamada “lei de identidade de género”, e que permite a mudança de sexo legal e de nome próprio em conservatórias de registo civil). Pode saber mais acerca do projeto clicando aqui.


No âmbito deste projeto, estamos a recolher dados através de um questionário dirigido a pessoas trans, de nacionalidade portuguesa (residentes, ou não, em Portugal), e que tenham mais de 16 anos de idade.


Por “pessoas trans” referimo-nos a pessoas cuja identidade de género é incongruente com o sexo que lhes foi atribuído à nascença - seja qual for a categoria identitária que reconhecem como sua ou que melhor as descreve (por exemplo: mulher, homem, mulher transexual, homem transexual, mulher trans, homem trans, transgénero, genderqueer, etc…).

Qualquer pessoa trans de nacionalidade portuguesa, com mais de 16 anos, pode preencher o questionário – independentemente de ter recorrido, ou não, à lei de identidade de género. As pessoas que alteraram a sua documentação antes de 2011, através de tribunais, podem também preencher o questionário.

A sua colaboração é fundamental – seja no preenchimento do questionário, seja na sua divulgação junto de outras pessoas.

Para preencher o questionário clique aqui!

PESQUISAR Projetos
Projetos
Contacto e Sugestões | Avisos Legais | English