Áreas de Trabalho

logo ILGA
Violência - Relatório do Observatório da Discriminação

Divulgamos os resultados do nosso Observatório da Discriminação (http://observatorio.ilga-portugal.pt/) com dados relativos ao ano de 2013:

- 258 participações, das quais 112 configuram crimes de ódio de acordo com a definição da OSCE;
- 96 não são comunicados às autoridades competentes, tornando evidente a necessidade de formação adequada de setores como a segurança e a justiça (trabalho que já iniciámos e que é fundamental continuar - http://violencia.ilga-portugal.pt/)
- a idade jovem de agressores/as e vítimas reforça a necessidade de trabalho em todas as escolas do país (e basta ir ao site http://educacao.ilga-portugal.pt/ para começar esse trabalho)
- casos de discriminação no acesso a bens e serviços reforçam a necessidade de legislação que proteja contra a discriminação em função da orientação sexual e identidade de género também nesta área
- o silêncio face à orientação sexual ou identidade de género continua a ser a melhor prova do peso da discriminação: só 16 das pessoas se assumem enquanto L, G, B ou T no local de trabalho e pouco mais de 20 perante a família.

Note-se que este ano foi também marcado por um processo legislativo em que a maioria constituída por PSD e CDS-PP veio tentar reforçar e legitimar o preconceito que está na base da violência e da discriminação que documentamos neste Observatório. E a discriminação que incide sobre as famílias não era um enfoque deste Observatório, mas é outra realidade que não esquecemos.

Mas os resultados do primeiro ano de funcionamento deste Observatório só vêm reforçar a sua importância. Vamos por isso continuar a recolher dados e incentivar à denúncia de incidentes e crimes discriminatórios: contribui também em http://observatorio.ilga-portugal.pt/!

CONSULTA O RELATÓRIO AQUI.

PESQUISAR Áreas trabalho
Áreas de Trabalho
Contacto e Sugestões | Avisos Legais | English