Noticias

logo ILGA

Notícias: Internacionais

JN: Confrontos marcam primeira marcha gay de Belgrado
2010-10-13
O Ministério do Interior informou ainda que foram detidas 180 pessoas, 75 das quais ficaram sob custódia policial.
 
 
Mais de uma dezena de manifestantes foram detidos
 
Os confrontos começaram antes do início do desfile, no qual participaram cerca de 1500 pessoas, e prolongaram-se por várias horas após este ter terminado.
 
O presidente da Sérvia, Boris Tadic, condenou o vandalismo nas ruas e pediu que os atacantes e os organizadores dos tumultos "sejam detidos e levados perante a justiça".
 
Antes de começar, grupos da extrema-direita tentaram penetrar em diferentes pontos do cordão policial montado nas ruas por onde o desfile ia passar, lançando pedras, paus, garrafas e tijolos contra a Polícia.
 
Cerca de cinco mil polícias foram destacados para o centro da capital, onde várias centenas de elementos extremistas tentaram impedir ou perturbar a marcha.
 
 
Polícia antimotim em confronto com manifestantes
 
Na Praça Slavija, no centro de Belgrado, a polícia usou gás lacrimogéneo para dispersar cerca de 150 extremistas, que depois se voltaram a juntar num local próximo onde destruíram um carro da polícia e partiram vidros de vários autocarros.
 
Noutras zonas do centro, grupos de extremistas vandalizaram contentores do lixo, automóveis e autocarros e lançaram bombas incendiárias para o edifício que alberga a sede do Partido Democrático (DS), o partido dominante da actual coligação de Governo.
 
O ministro da Defesa sérvio e membro do DS, Dragan Sutanovac, considerou que o ataque à sede do partido foi um atentado à vida das pessoas que trabalham no edifício e mostrou como os tumultos nada têm a ver com a Marcha do Orgulho Gay, que serviu apenas de pretexto.
 
"Isto foi organizado por grupos nacionalistas", disse o ministro, acrescentando haver indícios de que alguns dos atacantes usaram armas de fogo.
 
"Foi hoje enviada ao Mundo uma feia imagem de Belgrado, mas, também, foi demonstrada a determinação do Estado e da polícia em se oporem, de maneira adequada, a esses grupos", declarou o ministro.
 
Depois de terminado o desfile, os participantes juntaram-se no Centro de Cultura Estudantil, também no centro de Belgrado, onde realizaram uma festa, finda a qual foram levados a casa em veículos policiais
 
Esta é a primeira Marcha do Orgulho Gay na capital sérvia, depois de em 2009 o desfile previsto ter tido de ser cancelado devido às ameaças de grupos radicais e à pouca coordenação entre instituições e organizadores. Uma outra marcha convocada em 2001 foi impedida pelos grupos radicais que atacaram os participantes e a polícia no início do desfile.
 
No sábado, cerca de oito mil pessoas manifestaram-se, sem incidentes, em Belgrado contra a realização da GayPride.
 
in JN, 10-10-2010

 

logotipo do facebook logotipo do twitter logotipo do delicious
PESQUISAR NOTÍCIAS
NOTÍCIAS
2019
Janeiro
2018
Novembro
Outubro
Abril
Março
Fevereiro
2017
Dezembro
Novembro
Outubro
Julho
Junho
Maio
2016
Dezembro
Outubro
Agosto
Julho
Maio
Abril
Março
Fevereiro
Janeiro
2015
Dezembro
Agosto
Julho
Junho
Maio
Abril
Março
Fevereiro
2014
Dezembro
Novembro
Outubro
Setembro
Agosto
Julho
Junho
Maio
Abril
Março
Fevereiro
2013
Dezembro
Novembro
Setembro
Agosto
Junho
Maio
Abril
Março
Fevereiro
Janeiro
2012
Dezembro
Novembro
Outubro
Setembro
Agosto
Julho
Junho
Maio
Abril
Março
Fevereiro
Janeiro
2011
Dezembro
Novembro
Outubro
Setembro
Agosto
Julho
Junho
Maio
Abril
Março
Fevereiro
Janeiro
2010
Dezembro
Novembro
Outubro
Setembro
Agosto
Julho
Junho
Maio
Abril
Março
Fevereiro
2009
Novembro
Contacto e Sugestões | Avisos Legais | English