Noticias

logo ILGA

Notícias: Internacionais

Há uma modelo transgénero que está a mudar a indústria da beleza
2014-11-06
Há uma modelo transgénero que está a mudar a indústria da beleza

Estreou-se na campanha Outono/Inverno 2010 da Givenchy, tornou-se a musa da marca e em Janeiro de 2011 beijou Kate Moss para fazer uma das capas mais memoráveis da revista Love. Nesse mesmo ano, revelou no programa de Oprah Winfrey que passou a maior parte da vida atormentada por um “segredo doloroso”: nasceu homem e escolheu, em 2008, começar a substituição de hormonas e ser alvo de cirurgia.

Esta quarta-feira, a top model que já apareceu em centenas de campanhas e editoriais e chegou mesmo a posar nua para a revista Vogue francesa quando Carine Roitfeld era editora, fez história na indústria da beleza: a modelo alta, de cabelos compridos é a nova musa da linha de coloração de cabeloChromatics da marca de cosméticos Redken.

Lea T escolheu as redes sociais para dar a notícia. “Estou muito entusiasmada por ser o novo rosto da Redken”, escreveu no Instagram, partilhando uma fotografia tirada por Matt Irwin para a campanha fotográfica. “A minha mãe tem um cabelo lindo e quando eu era pequena tinha muita inveja. O cabelo é muito importante para uma mulher e eu sou uma sortuda por o meu ser natural, forte e brilhante”, acrescentou.

Shane Wolf, director geral da Redken, elogiou a modelo. “Lea T é uma verdadeira pioneira da beleza. Ela reflecte a visão de beleza global e tem um sentido único de individualidade e beleza que é, incontestavelmente, só dela” ao que Lea respondeu “Gosto de trabalhar com a Redken porque eles apreciam todos os tipos de beleza”.

O jornal britânico Independent realça que o mundo da moda tem sido muito receptivo à comunidade transgénero. Laverne Cox, estrela da série de televisão Orange is the new black posou para a InStyle; Conchita Wurst desfilou a alta-costura de Gaultier em Paris. Mas, diz a publicação, a indústria da beleza é “uma história diferente”.

Apesar da recente receptividade a uma maior diversidade – caso de Lupita Nyong’o como embaixadora da Lancôme, da drag queen RuPaul nas campanhas da MAC Cosmetics e da escolha de mulheres mais velhas para campanhas publicitárias, como Helen Mirren para a L'Oréal – a abertura ainda é menor quando comparada com a do mundo da moda. Mas ter a cara daquela que é considerada a primeira modelo transgénero do mundo high fashionespalhada em outdoors e salões de cabeleireiro (a partir de Janeiro 2015) pode ser mais um ponto de viragem.

in Publico Lifestyle. 5 novembro 2014

 
logotipo do facebook logotipo do twitter logotipo do delicious
PESQUISAR NOTÍCIAS
NOTÍCIAS
2019
Janeiro
2018
Novembro
Outubro
Abril
Março
Fevereiro
2017
Dezembro
Novembro
Outubro
Julho
Junho
Maio
2016
Dezembro
Outubro
Agosto
Julho
Maio
Abril
Março
Fevereiro
Janeiro
2015
Dezembro
Agosto
Julho
Junho
Maio
Abril
Março
Fevereiro
2014
Dezembro
Novembro
Outubro
Setembro
Agosto
Julho
Junho
Maio
Abril
Março
Fevereiro
2013
Dezembro
Novembro
Setembro
Agosto
Junho
Maio
Abril
Março
Fevereiro
Janeiro
2012
Dezembro
Novembro
Outubro
Setembro
Agosto
Julho
Junho
Maio
Abril
Março
Fevereiro
Janeiro
2011
Dezembro
Novembro
Outubro
Setembro
Agosto
Julho
Junho
Maio
Abril
Março
Fevereiro
Janeiro
2010
Dezembro
Novembro
Outubro
Setembro
Agosto
Julho
Junho
Maio
Abril
Março
Fevereiro
2009
Novembro
Contacto e Sugestões | Avisos Legais | English