Noticias

logo ILGA

Notícias: Nacionais

ILGA confiante que veto à adoção por casais do mesmo sexo será derrotado
2015-01-25
ILGA

"É bom frisar que este veto será derrotado, em breve, na Assembleia da República, que voltará a aprovar a lei com a maioria alargada, tal como da primeira vez e o Presidente da República será obrigado a promulgá-la", disse Paulo Corte-Real, em declarações à agência Lusa.

Para o responsável, o que Cavaco Silva fez não foi mais do que adiar o inevitável.

"Será, no fundo, uma honra, e que será sua, de ficar para a história como o Presidente da República que mais diplomas promulgou pela igualdade das pessoas LGBT", apontou, acrescentando que a igualdade irá acontecer em breve.

A reação do vice-presidente da ILGA surge depois de ser hoje conhecido que o Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, não promulgou o diploma que permitia a adoção por casais do mesmo sexo, tendo igualmente devolvido à Assembleia da República as alterações à lei da interrupção voluntária da gravidez (IVG).

Paulo Corte-Real defendeu que é urgente reconhecer a existência de famílias e de crianças que já existem e que "estão há tempo demais à espera desse reconhecimento".

"Obviamente que há muitas crianças que precisam dessa proteção e mais uma vez esse é claramente um interesse secundário para algumas pessoas e algumas instituições, neste caso", criticou.

Questionado sobre se ficou surpreendido com a decisão de Cavaco Silva, o responsável apontou que "não há nenhuma razão atendível que permita por em causa a igualdade no acesso à candidatura à adoção".

"A questão está pacificada e, neste momento, qualquer pessoa ou instituição que pretenda garantir, simultaneamente, valores constitucionais e que não pretenda instituir fraturas na sociedade, terá que compreender isso mesmo e promover legislação como esta, que permite que mais pessoas possam ter acesso à candidatura à adoção", defendeu Paulo Corte-Real.

Entretanto, o Partido Socialista já fez saber que vai reconfirmar a aprovação no parlamento dos diplomas hoje vetados pelo Presidente da República.

"Não podemos deixar de lamentar que o Presidente da República, na reta final do seu mandato, continue empenhado em criar obstáculos e não em resolver questões de direitos fundamentais. Estamos perante vetos que não são definitivos e, por certo, a Assembleia da República vai ultrapassá-los", avisou o vice-presidente da bancada socialista Pedro Delgado Alves.

in DN, 25/01/2016

 

 
logotipo do facebook logotipo do twitter logotipo do delicious
PESQUISAR NOTÍCIAS
NOTÍCIAS
2017
Novembro
Outubro
Setembro
Agosto
Julho
Junho
Maio
Abril
Março
Fevereiro
Janeiro
2016
Dezembro
Novembro
Outubro
Setembro
Agosto
Julho
Junho
Maio
Abril
Março
Fevereiro
Janeiro
2015
Dezembro
Novembro
Outubro
Setembro
Agosto
Julho
Junho
Maio
Abril
Março
Fevereiro
Janeiro
2014
Dezembro
Novembro
Outubro
Setembro
Agosto
Julho
Junho
Maio
Abril
Março
Fevereiro
Janeiro
2013
Dezembro
Novembro
Outubro
Setembro
Agosto
Julho
Junho
Maio
Abril
Março
Fevereiro
Janeiro
2012
Dezembro
Novembro
Outubro
Setembro
Agosto
Julho
Junho
Maio
Abril
Março
Fevereiro
Janeiro
2011
Dezembro
Novembro
Outubro
Setembro
Agosto
Julho
Junho
Maio
Abril
Março
Fevereiro
Janeiro
2010
Dezembro
Novembro
Outubro
Setembro
Agosto
Julho
Junho
Maio
Abril
Março
Fevereiro
Janeiro
2009
Novembro
Setembro
Agosto
Julho
2006
Julho
Junho
Contacto e Sugestões | Avisos Legais | English