Observatório da discriminação

em função da orientação sexual e/ou da identidade de género


Denuncie!
Preencher o inquérito seguindo este link.

 

Este inquérito é sobre quê?

Todos os incidentes ou crimes discriminatórios contra pessoas LGBT que aconteceram em Portugal ao longo do ano de 2016. Se quiser denunciar mais do que um incidente/crime discriminatório em 2016, por favor preencha um questionário por cada incidente/crime.

O que são incidentes/crimes discriminatórios? 
A noção é muito abrangente e inclui, por exemplo, insultos homofóbicos e/ou transfóbicos; destruição de propriedade (telemóveis, carro, graffitis em sua casa ou no seu local de trabalho); agressões físicas; incidentes com serviços públicos; etc.  

E se o incidente ou crime não tiver acontecido em 2016? 
Caso pretenda reportar alguma situação anterior a 2016, por favor envie-nos um email com uma descrição, o mais detalhada possível, desse incidente/crime discriminatório para 
observatorio@ilga-portugal.pt.

É rápido preencher este inquérito?
Sim, estima-se que o preenchimento ocupe cerca de 10 minutos do seu tempo.
Por favor responda a todas as perguntas, caso contrário não será possível validar a sua resposta!

É seguro preencher este inquérito?
Sim, o inquérito é anónimo e a informação que partilhará com a ILGA Portugal será alvo do mais cuidadoso tratamento de dados, de forma a garantir a sua segurança e a permitir a melhor análise possível do incidente/crime discriminatório de que foi alvo.

Sobre o Observatório
Na sequência do projeto internacional "Documentation of homophobic and transphobic violence" de que a ILGA Portugal fez parte e que foi apoiado pelo Documentation and Advocacy Fund da ILGA-Europe nasceu o Observatório da Discriminação em função da orientação Sexual e Identidade de Género.
Esta iniciativa visa recolher dados sobre incidentes/crimes discriminatórios contra pessoas lésbicas, gays, bissexuais e/ou transgénero (LGBT) e/ou contra pessoas percecionadas como sendo LGBT.

Os primeiros resultados foram conhecidos em 2014 e permitiram uma melhor compreensão da discriminação em função da orientação sexual e da identidade de género - reforçando a importância deste Observatório.

Vamos por isso continuar a recolher dados e incentivar à denúncia de incidentes e crimes discriminatórios -e a divulgar, anualmente, os resultados.
Leia aqui o relatório referente aos dados recolhidos em 2015.
Leia aqui o relatório referente aos dados recolhidos em 2014.

Leia aqui o relatório referente aos dados recolhidos em 2013.

Preencher o inquérito seguindo este link. Denuncie!