Noticias

logo ILGA

Notícias: Nacionais

Bollywood estreia filme pioneiro sobre romance lésbico
2019-02-01
bollywood
Há canto e danças, como em qualquer filme de Bollywood tradicional, mas Ek Ladki Ko Dekha Toh Aisa Laga ("Como Me Senti Quando Vi Aquela Rapariga") tem uma componente especial: conta a história de um casal lésbico, algo inédito no cinema indiano.
 
A narrativa é simples: um pai tenta casar a sua filha com um solteiro bonito, mas ela resiste, argumentando que o seu coração pertence a outra pessoa. Essa trata-se de uma mulher, algo que nunca foi transmitido na Índia. No fim, a família da indiana aceita-a como ela é.
 
O filme estreou a um nível nacional esta sexta-feira na Índia e tem sido alvo de uma campanha de marketing cuidadosa que tem evitado expor o enredo de uma forma explícita, talvez para tentar impedir que cinemas sejam alvos de vandalismo, tal como aconteceu com o outro filme que continha uma relação lésbica: Fire, em 1996.
 
Além da história pioneira, o filme pretende alcançar uma audiência mais vasta para além das mais liberais encontradas em Nova Deli, Mumbai e outras cidades, onde filmes independentes com casais homossexuais já foram transmitidos a um público mais pequeno, e segue o contexto do banimento de lei da era colonial contra a homossexualidade na Índia, ocorrido no passado mês de setembro.
 
O próximo passo é mudar as atitudes das pessoas, defende a realizadora da obra  Shelly Chopra Dhar. "A nossa cultura está imersa nas histórias e folclore, e em seguir por exemplo. O cinema invadiu as nossas vidas e assumiu esse papel – é um agente de socialização", comenta Dhar, citada pelo The Guardian. "Não estou a dizer [às audiências] o que é correto, mas eles podem vê-lo através das minhas personagens", frisa.
 
Bollywood tem apresentado progressivamente filmes sobre e com componentes de homossexualidade, mas tem-lo feito de uma forma radical, segundo Raja Sem, um crítico de cinema do Hindustan Times. Em Fire, as protagonistas femininas dormem juntas porque estão revoltadas por os seus maridos terem rejeitado fazer sexo. Em Heroine (2012), a personagem principal "passa por experiências lésbicas como parte da sua deterioração moral", escreve o crítico.
 
Em contraste, Ek Ladki Ko Dekha Toh Aisa Laga trata-se de um clássico filme de Bollywood sobre um amor proibido e normaliza o casal lésbico.  
 
Dhar concluiu que o sucesso do filme irá concentrar-se no facto de ser uma boa peça de entretenimento ou não: "A regra de ouro do cinema é o entretenimento", diz a realizadora. "Se tu não seguires isso, não é cinema", termina.
 
In Revista Sábado, 1 de fevereiro de 2019
 
logotipo do facebook logotipo do twitter logotipo do delicious
PESQUISAR NOTÍCIAS
NOTÍCIAS
2019
Junho
Maio
Abril
Março
Fevereiro
Janeiro
2018
Dezembro
Novembro
Outubro
Setembro
Agosto
Julho
Junho
Maio
Abril
Março
Fevereiro
Janeiro
2017
Dezembro
Novembro
Outubro
Setembro
Agosto
Julho
Junho
Maio
Abril
Março
Fevereiro
Janeiro
2016
Dezembro
Novembro
Outubro
Setembro
Agosto
Julho
Junho
Maio
Abril
Março
Fevereiro
Janeiro
2015
Dezembro
Novembro
Outubro
Setembro
Agosto
Julho
Junho
Maio
Abril
Março
Fevereiro
Janeiro
2014
Dezembro
Novembro
Outubro
Setembro
Agosto
Julho
Junho
Maio
Abril
Março
Fevereiro
Janeiro
2013
Dezembro
Novembro
Outubro
Setembro
Agosto
Julho
Junho
Maio
Abril
Março
Fevereiro
Janeiro
2012
Dezembro
Novembro
Outubro
Setembro
Agosto
Julho
Junho
Maio
Abril
Março
Fevereiro
Janeiro
2011
Dezembro
Novembro
Outubro
Setembro
Agosto
Julho
Junho
Maio
Abril
Março
Fevereiro
Janeiro
2010
Dezembro
Novembro
Outubro
Setembro
Agosto
Julho
Junho
Maio
Abril
Março
Fevereiro
Janeiro
2009
Novembro
Setembro
Agosto
Julho
2006
Julho
Junho
Contacto e Sugestões | Avisos Legais | English