Noticias

logo ILGA

Notícias: Internacionais

DN: África é o pior continente para os 'gays'
2010-07-17
Bandeira mix arco-íris

A Argentina fez história e tornou-se esta semana no primeiro país da América Latina a autorizar os casamentos homossexuais - assim como as adopções. Mas em 76 países do mundo os gays ainda arriscam ser condenados a penas de prisão e em sete países a homossexualidade pode ser castigada com a morte. A África é o pior continente para os homossexuais, segundo um relatório da Associação Internacional de Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transexuais.

Este ano, outros dois países legalizaram os casamentos homossexuais. Portugal foi um deles, a Islândia foi outro. No dia em que a nova lei entrou em vigor, a primeira-ministra Johanna Sigurdardottir - a primeira lésbica a chegar a chefe de Governo do mundo - casou com a sua companheira, Jonina Leosdottir. Mas, em África, a atitude de outros chefes de Estado é bastante diferente. Robert Mugabe, o Presidente do Zimbabwe, disse que "gays e lésbicas são piores do que cães e porcos".

Neste continente, o tema é muitas vezes usado como arma em períodos eleitorais. Foi isso que aconteceu na Nigéria, em 2006, e no Burundi, em 2009. No Uganda, as autoridades querem aprovar uma lei que penaliza com prisão ou morte as relações homossexuais, e prevê ainda punições para pais, médicos ou professores que não denunciem os casos. A proposta gerou críticas em todo o mundo, até do Presidente dos EUA, Barack Obama, e foi criada uma comissão para investigar.

Neste momento, são sete os países que condenam à morte os homossexuais: Irão, Mauritânia, Arábia Saudita, Sudão e Iémen, além de algumas regiões da Nigéria e da Somália. Mas muitas vezes uma maior abertura da lei não significa uma atitude mais positiva quanto aos direitos das minorias sexuais. Na África do Sul, o país que tem uma das legislações mais avançadas do continente em relação a este tema (os casamentos gay são reconhecidos), existe muita violência contra as pessoas homossexuais, especialmente violência sexual contra as lésbicas e assassínios.

Em relação ao relatório do ano anterior, houve apenas um país que discriminalizou a homossexualidade. Pode parecer pouco, mas na verdade foi uma grande vitória, porque o país em causa é a Índia, onde vive um sexto da população mundial. A justiça indiana considerou que a secção 377 do Código Penal (herdado do Império Britânico em 1860), não se pode aplicar às relações sexuais consensuais entre adultos. A secção, que ainda hoje é aplicada em muitos países da Commonwealth, prevê penas de prisão para actividades sexuais "contrárias à ordem da natureza".

 

Breve entrevista a Paulo Côrte-Real, presidente da Direcção da ILGA Portugal

A Argentina pode tornar-se num exemplo para o resto da América Latina?

Sem dúvida que é um exemplo importante para outros países. O Brasil é um daqueles onde, apesar das políticas do Executivo dirigidas para os homossexuais, ainda não houve infelizmente uma passagem para o plano legislativo. É um país que, na teoria, podia ser um potencial seguidor.

Há sete países onde os gays arriscam a morte. O que pode fazer a comunidade internacional?

Esta é uma luta que se faz dentro de cada país, mas a comunidade internacional tem um papel importante a desempenhar. Até Portugal pode vir a assumir uma liderança nestes temas. A nível da ONU houve uma tentativa de discriminação global, mas enfrentou a negativa dos países islâmicos e do Vaticano, numa atitude que surpreendeu muitos.

Depois do casamento gay, qual é o próximo passo da vossa luta em Portugal?

Desde logo todas as questões relativas à parentalidade, não apenas da adopção, mas também a da perfilhação. Não pode haver uma desprotecção das crianças que só podem ter uma mãe ou um pai legal. Depois, o reconhecimento da identidade de género dos transexuais, que passa por evitar o recurso aos tribunais. E um trabalho ao nível da formação e educação globais.

 

in DN de 17 Julho 2010, por Susana Salvador

 

logotipo do facebook logotipo do twitter logotipo do delicious
PESQUISAR NOTÍCIAS
NOTÍCIAS
2019
Julho
Janeiro
2018
Novembro
Outubro
Abril
Março
Fevereiro
2017
Dezembro
Novembro
Outubro
Julho
Junho
Maio
2016
Dezembro
Outubro
Agosto
Julho
Maio
Abril
Março
Fevereiro
Janeiro
2015
Dezembro
Agosto
Julho
Junho
Maio
Abril
Março
Fevereiro
2014
Dezembro
Novembro
Outubro
Setembro
Agosto
Julho
Junho
Maio
Abril
Março
Fevereiro
2013
Dezembro
Novembro
Setembro
Agosto
Junho
Maio
Abril
Março
Fevereiro
Janeiro
2012
Dezembro
Novembro
Outubro
Setembro
Agosto
Julho
Junho
Maio
Abril
Março
Fevereiro
Janeiro
2011
Dezembro
Novembro
Outubro
Setembro
Agosto
Julho
Junho
Maio
Abril
Março
Fevereiro
Janeiro
2010
Dezembro
Novembro
Outubro
Setembro
Agosto
Julho
Junho
Maio
Abril
Março
Fevereiro
2009
Novembro
Contacto e Sugestões | Avisos Legais | English