Noticias

logo ILGA

Notícias: Internacionais

História gay nos currículos escolares
2011-04-28
História LGBT nos currículos escolares

O ensino de história da homossexualidade poderá vir a integrar os manuais escolares da Califórnia, nos Estados Unidos, ao lado das aulas obrigatórias que já abordam a história feminista, dos afroamericanos, dos índios, dos mexicanos ou ainda dos asiáticos.

O Senado californiano enviou para a Assembleia daquele Estado uma lei que estabelece um novo currículo, onde os direitos de LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transgéneros) e a vida de figuras que mais lutaram pela visibilidade dessa população, como Harvey Milk, estão elencados.

Aprovada por 23 votos favoráveis dos senadores e 14 contra, a proposta de lei terá de passar por aquele órgão executivo e ainda pelo Governador da Califórnia, o democrata Jerry Brown. Mas, para a oposição conservadora, a legislação da autoria de Mark Leno, um dos primeiros políticos gays eleitos naquele Estado norte-americano, expõe os menores a valores contrários aos que são ensinados pelos pais. O senador republicano Robert Huff considera mesmo que as crianças poderão distrair-se nas aulas que abordem temas relacionados com a homossexualidade.

Pelo mundo, só no Reino Unido, durante o Governo Trabalhista de Gordon Brown, é que as escolas dedicavam um mês - o de Fevereiro - a abordar a história de LGBT.

Mark Leno não propõe nenhuma matéria em concreto, deixando ao critério que as disciplinas de Ciências Sociais possam abordar o tema. O democrata defende ainda que esta é uma forma de prevenir o bullying ou o suicídio de jovens LGBT. Se for aprovada, a legislação entrará em vigor no ano lectivo de 2013/2014.

Juiz com vida exposta

A proposta está a merecer duras críticas dos movimentos contra o casamento entre pessoas do mesmo sexo na Califórnia, principalmente numa altura em que tentam ultrapassar o duro revés causado por um juiz desembargador, que considerou inconstitucional a Proposição 8, a lei que proíbe tal modalidade de casamento.

Aliás, Vaughn Walker, 66 anos, juiz distrital do Norte da Califórnia, que se reformou em Fevereiro de 2011, viu na segunda-feira a sua orientação sexual exposta. Os movimentos defensores da Proposição 8 entregaram uma contestação onde alegam que, por ser homossexual, Walker não poderia ter produzido tal acórdão de inconstitucionalidade. O caso será agora analisado pelo juiz desembargador republicano James Ware, antigo colega de Walker.

In Jornal de Notícias, 28 abril 2011, por Nuno Miguel Ropio

logotipo do facebook logotipo do twitter logotipo do delicious
PESQUISAR NOTÍCIAS
NOTÍCIAS
2019
Julho
Janeiro
2018
Novembro
Outubro
Abril
Março
Fevereiro
2017
Dezembro
Novembro
Outubro
Julho
Junho
Maio
2016
Dezembro
Outubro
Agosto
Julho
Maio
Abril
Março
Fevereiro
Janeiro
2015
Dezembro
Agosto
Julho
Junho
Maio
Abril
Março
Fevereiro
2014
Dezembro
Novembro
Outubro
Setembro
Agosto
Julho
Junho
Maio
Abril
Março
Fevereiro
2013
Dezembro
Novembro
Setembro
Agosto
Junho
Maio
Abril
Março
Fevereiro
Janeiro
2012
Dezembro
Novembro
Outubro
Setembro
Agosto
Julho
Junho
Maio
Abril
Março
Fevereiro
Janeiro
2011
Dezembro
Novembro
Outubro
Setembro
Agosto
Julho
Junho
Maio
Abril
Março
Fevereiro
Janeiro
2010
Dezembro
Novembro
Outubro
Setembro
Agosto
Julho
Junho
Maio
Abril
Março
Fevereiro
2009
Novembro
Contacto e Sugestões | Avisos Legais | English