Noticias

logo ILGA

Notícias: Internacionais

Campanha a oferecer “terapia reparadora” a gays cancelada em Londres
2012-04-13
Campanha a oferecer “terapia reparadora” a gays cancelada em Londres

  A campanha é da autoria de dois grupos anglicanos e conservadores - o Core Issues Trust e o Anglican Mainstream - que defendem que a homossexualidade é algo que se pode tratar.

Mike Davidson, líder do Core Issues Trust - que acredita que “o comportamento homo-erótico é pecado” -, diz que o seu grupo tem por missão fornecer “terapia reparadora” aos cristãos gays, dando-lhes “potencial heterossexual”. 

Já a Anglican Mainstream, um grupo anglicano ortodoxo que tem ramificações pelo mundo, identifica a homossexualidade com o alcoolismo, indica o “The Guardian”, a quem Boris Johnson confirmou hoje a suspensão desta campanha.

“Londres é uma das cidades mais tolerantes do mundo e é intolerante apenas com a intolerância. É claramente ofensiva a sugestão que ser gay é uma doença de que é possível recuperar e não estou disposto a ter essa sugestão a percorrer as ruas de Londres nos nossos autocarros”, disse o autarca, citado por aquele jornal londrino.

O grande rival de Boris Johnson nas eleições autárquicas do próximo mês, Ken Livingstone, afirmou por seu lado que Johnson nunca deveria ter permitido que semelhante campanha fosse autorizada. “Londres está a andar para trás sob esta liderança conservadora que deveria ter tornado este tipo de anúncios impossível. Eles promovem uma ideia falsa, a ideia homofóbica de ‘terapia’ para uma mudança da orientação sexual de lésbicas e homens gay”, disse Livingstone.

Os grupos anglicanos por detrás desta campanha falhada frisaram que ela foi autorizada quer pelos Transportes de Londres - supervisionada pelo presidente da câmara - quer pelo Committee of Advertising Practice, que regula os anúncios publicitários.

“Não estava a par do facto de estarmos em censura. Percorremos os caminhos correctos e fomos encorajados [...] a avançar com os procedimentos. A campanha foi autorizada e agora foi suspensa”, afirmou Mike Davidson, líder do Core Issues Trust.

A frase usada nesta campanha era uma resposta directa ao grupo de defesa dos direitos dos homossexuais Stonewall que lançou recentemente uma campanha nos autocarros londrinos em defesa do casamento gay e que escreve o seguinte: “Algumas pessoas são gay. Ultrapassem isso!”. Os grupos anglicanos usaram exactamente o mesmo esquema de cores usado pelo grupo Stonewall.

Ben Summerskill, director executivo da Stonewall, afirmou que os anúncios são “claramente homofóbicos” e acrescentou: “A única razão pela qual alguns gays poderão querer deixar de ser gays é por causa do preconceito das pessoas que querem publicar este tipo de anúncios”.

Summerskill, disse, porém, que os anúncios não deveriam ser banidos, uma vez que a sua organização acredita na liberdade de expressão.

As tentativas de tratar ou alterar a orientação sexual têm sido duramente criticadas pelas principais organizações médicas britânicas, nomeadamente pelo Royal College of Psychiatrists e pela British Medical Association, que considera que a chamada “terapia de conversão” “não tem crédito” e pode até ser “prejudicial” para as pessoas que são “tratadas”.

in Público, 13 abril 2012

 
logotipo do facebook logotipo do twitter logotipo do delicious
PESQUISAR NOTÍCIAS
NOTÍCIAS
2019
Julho
Janeiro
2018
Novembro
Outubro
Abril
Março
Fevereiro
2017
Dezembro
Novembro
Outubro
Julho
Junho
Maio
2016
Dezembro
Outubro
Agosto
Julho
Maio
Abril
Março
Fevereiro
Janeiro
2015
Dezembro
Agosto
Julho
Junho
Maio
Abril
Março
Fevereiro
2014
Dezembro
Novembro
Outubro
Setembro
Agosto
Julho
Junho
Maio
Abril
Março
Fevereiro
2013
Dezembro
Novembro
Setembro
Agosto
Junho
Maio
Abril
Março
Fevereiro
Janeiro
2012
Dezembro
Novembro
Outubro
Setembro
Agosto
Julho
Junho
Maio
Abril
Março
Fevereiro
Janeiro
2011
Dezembro
Novembro
Outubro
Setembro
Agosto
Julho
Junho
Maio
Abril
Março
Fevereiro
Janeiro
2010
Dezembro
Novembro
Outubro
Setembro
Agosto
Julho
Junho
Maio
Abril
Março
Fevereiro
2009
Novembro
Contacto e Sugestões | Avisos Legais | English